mobilidade

Você já deve ter notado o quanto está cada vez mais em voga usar leggings com tecnologia de ponta. E isso tanto para homens, quanto para mulheres. Não pense que é simplesmente uma moda: isso é fruto da tecnologia de compressão. Após muitos anos de estudos de desenvolvimento de tecidos, foi criada uma tecnologia de compressão ímpar para ajudar você a se recuperar melhor no pós-treino e até mesmo a ter um melhor desempenho.

 

Quer saber como ela funciona? Vem com a gente, nós te explicamos.

 

Tecnologia de compressão para seu desempenho e seu pós-treino

 

Após estudos e mais estudos, utilizar a tecnologia de compressão nas roupas esportivas mostrou-se ser um método eficaz desde na melhora do seu desempenho, quanto na sua recuperação pós-treino. Isso devido a alguns fatores, como:

  • Melhorar a sua percepção de movimento (nomeada também como propriocepção). Assim, o seu cérebro irá interpretar de uma melhor maneira cada movimento muscular, o que favorece a boa execução dos movimentos;
  • Melhora da aplicação de força durante os treinos. Isso graças à diminuição da vibração muscular – uma vez que ela está comprimida.
  • Diminuição dos micro traumas musculares, o que auxilia na recuperação pós-treino.

 

Podemos ver que a tecnologia de compressão não é mito ao observar até seleções nacionais utilizarem em seus uniformes essa tecnologia para auxiliar no desempenho dos atletas. (Lembra-se das seleções de Gana e Uruguais na Copa do Mundo de 2018?)

 

Como saber se a tecnologia de compressão é a melhor para seu desempenho

 

Os tecidos de compressão fazem uma espécie de “grude” entre a roupa e o seu corpo. Além de ajudar a você se sentir livre durante os movimentos, a mistura perfeita entre alguns tecidos favorecem também à alta durabilidade dessa compressão – ou seja, esqueça o mito de “lacear” a roupa. A compressão deve ser a mesma durante seu desempenho e também no pós-treino.

 

Uma tecnologia de compressão de alta qualidade, como da CHASE, faz com que as calças continuem a manter os níveis de compressão do tecido mesmo após o uso e a lavagem. Para nunca errar, busque sempre peças de compressão que tenham no mínimo 15% de elastano em sua composição. Isso garantirá uma compressão precisa e durável.

 

Não menos importante é também verificar a modelagem da roupa. O corte da calça precisa seguir a linha de seu corpo. Isso é importante para checar se a calça de compressão foi bem desenhada ou não. Por exemplo, as calças de CHASE caem de maneira perfeita, pois a modelagem foi pensada de maneira que se encaixe em diferentes tipos de corpo. E com a compressão, se a modelagem não for precisa, as costuras podem incomodar durante os treinos.

Escolha a melhor 

 

Engana-se quem pensa que a melhor compressão é aquela que mais comprime. A melhor tecnologia de compressão é aquela que comprime de maneira exata (entre 15 a 20 mm Hg). Essa exatidão irá oferecer um tecido mais confortável, com maior respirabilidade, mais flexível, durável e que possibilitará um melhor desempenho e recuperação pós-treino.

 

Então, para encerrar, vamos recapitular e anotar as dicas:

  • Calças de compressão sempre devem ter no mínimo 15% de Elastano;
  • Modelagem precisa ser pensada para todo tipo de corpo;
  • Compressão nunca deve ser menor que 15 mm Hg e nem maior que 20 mm Hg.

 

Agora vamos testar o melhor da tecnologia de compressão e buscar o melhor desempenho e recuperação pós-treino sem igual?  

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta