Keto x IIFYM

O número de novas dietas cresce a cada dia. Sempre estamos à procura de uma “solução mágica”. Mas sabemos que não é assim. Antes de achar que encontrou a solução, que tal entender realmente como funciona cada dieta? Por isso, separamos para você os principais ponto que você precisa saber sobre duas dietas super famosas hoje em dia: Keto – ou cetogênica – e IIYFM.

Keto – a dieta cetogênica

O objetivo desta dieta é levar seu corpo à cetose, que nada mais é do que um estado em que o organismo muda sua fonte primária de energia da glicose (açúcar) para ácidos graxos (gordura) e corpos cetônicos.

Seu corpo (ou a maioria dos corpos, devo dizer) possui um suprimento quase ilimitado de gorduras armazenadas, que podem se transformar em ácidos graxos que produzem energia e corpos cetônicos. Esta dieta ajuda seu corpo a reaprender a queimar gordura. Depois de fazer essa troca, diga olá à perda de gordura hella!

Mas calma. Vamos entender.

Uma dieta ceto-dietética é um plano de refeições com muito teor de gordura, proteína moderada e baixo teor de carboidratos. Nela,  você tem de 70 a 75% de suas calorias provenientes de gorduras, 15 a 20% de proteínas e 5 a 10% de carboidratos.

Prós: se você conseguir superar a temida “ceto-gripe” e sobreviver às semanas necessárias para entrar na cetose – que são bem duras – deverá experimentar uma excelente perda de peso e um efeito positivo nos níveis de colesterol no sangue e triglicerídeos.

Contras: É difícil superar a adaptação e começar a queimar corpos cetônicos.

Por quê? Por causa dos carboidratos. A maioria dos mortais não tem força de vontade para evitar todos os carboidratos, o tempo todo. Na dieta cetogênica se você ingerir uma quantidade minúscula de carboidrato a mais poderá eliminar seu corpo da cetose. Os 3-5 dias que podem levar para entrar em cetose novamente são difíceis – fome, irritabilidade e falta de energia são sintomas normais nessa fase de adaptação. Além da gripe cetogênica, uma dieta cetogênica pode não fornecer o combustível necessário para você obter o melhor desempenho nos treinos – a depender da sua intensidade.

If It Fits Your Macros (IIFYM)

“Macros”, abreviação de macronutrientes, descreve os três principais nutrientes: proteínas, carboidratos e gordura. Em vez de focar na contagem de calorias, o IIFYM – que “aportugueisado” significa “se ele se encaixa nas suas macros” – se concentra em atingir as metas diárias de consumo desses macro nutrientes.

Essa abordagem baseia-se no princípio de que a razão entre o número de calorias que você consome e o quanto você queima é o que determina se você ganha ou perde peso – independentemente de onde elas vêm. Se você quer perder peso, consuma menos calorias e, se deseja ganhar peso, consuma mais. Você só precisa garantir a proporção de calorias que recebe de cada macro.

A tabela da IIFYM

Normalmente, se estipula que conseguimos as seguintes calorias de cada macro nutriente:

  • Proteína = 4 calorias por grama
  • Carboidratos = 4 calorias por grama
  • Gordura = 9 calorias por grama

Segundo o IIFYM, nenhuma fonte de calorias está fora dos limites. Você pode comer seu bolo (ou pizza ou sorvete) e tudo bem. Desde que tenha as calorias de carboidratos e gorduras disponíveis no seu plano diário, está liberado. Feito corretamente, isso fornece uma ingestão consistente de calorias, mas que pode ser personalizada de inúmeras maneiras diferentes.

E o que ela tem de bom – e ruim?

Prós: Como nenhum alimento está realmente fora dos limites com o IIFYM, você pode seguir este plano e ainda aproveitar os alimentos que adora. Isso pode aumentar significativamente suas chances de perder peso com sucesso – desde que você observe cuidadosamente suas macros! A dieta também é flexível. Se você sabe que está chegando um evento especial que envolverá comida, mova algumas macros da manhã para o jantar, para poder aproveitar o evento e ainda atingir os números desejados para o dia.

Contras: Como a maioria das grandes coisas da vida, o IIYFM pode ser levado longe demais, e as pessoas que comem apenas Pop Tarts, panquecas e fast food poderão até estar no peso, mas com os níveis de colesterol, triglicérides – ou seja, a saúde em geral – deteriorada. Além disso, o que mais preocupa os atletas de fitness é que o IIFYM não possui estrutura para otimizar o crescimento e a recuperação muscular e pode não ser uma boa opção para quem almeja a hipertrofia.

Keto x IIFYM

Como pudemos ver, ambas as dietas possuem prós e contras. Qual venceu a batalha? Ora, nenhuma. Cada uma pode se encaixar ao seu estilo de vida do momento ou não. O ideal é conversar com seu nutricionista para ver qual delas – ou nenhuma delas – é melhor para você.

Mas conta para a gente, já tentou fazer a keto ou a IIFYM alguma vez?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta