Melatonina

Se você já passou por problemas para dormir, provavelmente alguém deve ter te aconselhado a tomar melatonina. Entretanto, antes de se medicar e achar que encontrou a cura para insônia, separamos tudo o que você precisa saber sobre esse hormônio, que é produzido pelo nosso próprio corpo.

O que é Melatonina?

A melatonina é um hormônio produzido pela glândula pineal no cérebro. Porém, hoje em dia as pessoas também o tomam como um suplemento natural ou sintético para promover um sono reparador. Apesar da melatonina cumprir muitas outras funções no corpo, ela é mais conhecida por manter os ritmos circadianos.

O ritmo circadiano é o relógio interno do corpo. Diz ao corpo quando é a hora de dormir e quando é hora de acordar.

Nos seres humanos, o “relógio” circadiano está na área do núcleo supraquiasmático (SCN) do cérebro. Quando está claro, o SCN nos mantém em estado de vigília. E quando está escuro, o SCN nos faz cair no sono.

As informações sobre os níveis de luz atingem o SCN e depois passam para a glândula pineal, localizada no centro do cérebro. A glândula pineal libera melatonina à noite e bloqueia sua liberação durante o dia.

Contudo, em um mundo onde estamos expostos à luz quase que 24h por dia – tv’s, celulares, luz da rua – o nosso SCN não sabe quando é, verdadeiramente, noite. Isso atrapalha, em alguns casos, a produção da melatonina.

Usos da melatonina

Auxilia no tratamento de disturbios do sono

A melatonina é a responsável por dizer ao corpo: “hora de dormir!” Uma meta-análise de estudos feita em 2013 sugeriu que a melatonina ajuda a melhorar a prolongar o sono, a reduzir o tempo necessário para adormecer e a melhorar a qualidade do sono.

Embora ela não funcione tão efetivamente quanto alguns auxiliares do sono sintéticos, ela tem menos efeitos colaterais do que outras drogas.

Em outra revisão de pesquisas realizada em 2014, a melatonina mostrou-se benéfica em evitar auxliar pessoas com sonolência durante o dia e a diminuir a incidência de insônia.

Diminui as dores de cabeça

evidências de que a melatonina pode aliviar algumas dores de cabeça, a depender da causa. Em particular, pode ser útil para enxaquecas. No entanto, os pesquisadores não sabem qual é a dose necessária para funcionar especificamente para esse fim.

Ajuda no tratamento do câncer – aparentemente

Alguns estudos clínicos sobre câncer de cólon, mama, rim, cérebro e pulmão sugerem que a melatonina pode apoiar o tratamento do câncer quando uma pessoa o toma durante o tratamento de de quimioterapia e radioterapia. No entanto, as evidências estão longe de serem definitivas e os cientistas precisam realizar mais pesquisas para confirmar tal relação.

Os estudos, ainda primários, têm evidências disponíveis de que o hormônio pode ajudar a combater o câncer ele se inicia ou está progredindo. Existem muitas maneiras pelas quais este suplemento pode funcionar no câncer.

Qualquer pessoa que queira tomar melatonina deve discuti-la com seu médico oncologista ou oncologista, para garantir que não interfira com seus tratamentos.

Os pesquisadores estão tentando identificar suas ações específicas, mas sugerem que ela tem muitas promessas para o futuro do tratamento.

Doença de Alzheimer

Os níveis de melatonina diminuem com a idade. No entanto, essa redução é mais pronunciada em pessoas com doença de Alzheimer. Uma pesquisa de 2013 descobriu que a melatonina parece retardar o declínio cognitivo associado à doença de Alzheimer.

Diminuição do zumbido

Conclusões de um estudo de 2014 sugeriram que a melatonina pode melhorar ligeiramente os sintomas do zumbido no ouvido. Este efeito pode ser devido à melhora do sono ou às propriedades antioxidantes da melatonina.

Proteção contra radioatividade

A radioterapia desempenha um papel fundamental no tratamento de muitos tipos de câncer. No entanto, é tóxico e pode causar efeitos colaterais graves. Grande parte dos danos causados ​​pela radiação se deve a substâncias nocivas geradas pelo corpo e chamadas de radicais livres.

Entretanto, a melatonina é um antioxidante natural e, por isso, ajuda a combater os efeitos nocivos dos radicais livres. Algumas pesquisas sugerem que isso pode trazer benefícios para as pessoas que recebem terapia de radiação durante o tratamento do câncer e melhorar o seu bem-estar.

Sempre converse com um oncologista antes de tomar melatonina para garantir que não interfira com outros tratamentos.

Qual a dose?

  • Idade
  • Crianças
  • Adultos
  • Idosos
  • Dosagem
  • 0.5–6 mg, 30–60 minutos antes de dormir. Começar com doses pequenas e aumentar progressivamente (se necessário).
  • Entre 0.2–5 mg, 60 minutos antes de dormir
  • Entre 1–6 mg

 

Cuidado com a overdose

Os sintomas de uma overdose de melatonina variam de pessoa para pessoa. Em algumas pessoas, tomar muita melatonina pode apenas aumentar a sonolência. Em outros, pode ter o efeito oposto e produzir um estado de alerta aprimorado.

Os sinais de que uma pessoa teve uma overdose de melatonina incluem:

  • dores de cabeça
  • dores de estômago
  • diarréia
  • dores nas articulações
  • ansiedade
  • irritabilidade

Além disso, a melatonina pode levar a um aumento da pressão arterial se uma pessoa tomar mais do que a dose recomendada. Se uma pessoa já tiver pressão alta, ela deve consultar um médico antes de tomar este produto.

Efeitos Colaterais

Estudos realizados até o momento relataram poucos efeitos colaterais do uso desse suplemento. Os mais comuns, e geralmente leves, são :

  • dores de cabeça
  • náusea
  • tontura
  • sonolência durante o dia

As crianças são as mais propensas a apresentarem tais efeitos colaterais, além de normalmente urinarem na cama e terem irritabilidade.

Como a melatonina pode ter efeitos mais graves em um feto ou em um recém-nascido, mulheres grávidas ou amamentando devem consultar o médico antes de usá-la.

Tome a Melatonina com precaução

A melatonina tem muitas funções dentro do corpo humano, a maioria das quais ainda estamos para entender. Assim, com base na pesquisa atual, ela é mais útil para quem tem problemas de sono ou para quem tem ansiedade. Porém, as pesquisas ainda avançam e podem demonstrar outros benefícios do uso da melatonina.

Aqui no nosso blog temos várias dicas de como ter uma boa noite de sono, você já viu?

No products found which match your selection.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta