Depois de um tempo de treinamento, é normal começar a sentir mais facilidade na execução do treino. Isso é um ponto positivo, pois significa que o seu corpo está se adaptando ao esforço. Entretanto, de tempos em tempos é importante aumentar a intensidade do treino e nos desafiar a ir além.

Pensando nisso, separamos 4 maneiras eficazes para você aumentar a intensidade do treino. Lembre-se que todas as sugestões aqui abordadas devem ser aceitas pelo seu treinador.

Por que aumentar a intensidade do treino?

Antes de começar a lista das maneiras de aumentar a intensidade do treino, precisamos entender a razão de fazermos isso.

Um treino de alta intensidade não é apenas aquele que você sai pingando da academia. Ele, sobretudo, é aquele que fará com que os estímulos musculares estejam na sua potência máxima. Só assim seu corpo sairá da zona de conforto e você começará a atingir seus objetivos.

Por vezes, você nem precisa mudar a lista de exercícios para aumentar a intensidade do treino. Com ajustes no volume, na carga ou no tempo de descanso entre as séries é possível oferecer mais eficiência ao treinamento.

O foco aqui, então, será dicas de técnicas para aumentar a intensidade do treino. Vamos começar?

1. Treino negativo

Essa técnica também é conhecida como treino excêntrico e muito utilizado para aumentar a intensidade do treino ao tirar você da zona de conforto. O ideal para essa técnica é que você treine com um parceiro ou treinador.

Vamos usar o exemplo do supino – exercício para o peitoral. Coloque uma quantidade significativa de peso. Peça ao seu colega para colocar a barra na posição inicial. Controle a descida até chegar no ponto máximo do movimento – ou seja, encostar a barra no peito. Para levantar o peso para a posição inicial, conte com a ajuda de um colega.

  1. Pré-exaustão – o queridinho para quem quer aumentar a intensidade do treino

Até o nome é cansativo! Nessa técnica o truque é chegar ao seu limite. Essa é uma das melhores maneiras de aumentar a intensidade do treino pois seus músculos irão trabalhar de forma dobrada. Entenda como.

Primeiramente você opta por realizar um exercício que isole determinada musculatura. Por exemplo a cadeira extensora, que isola o músculo do quadríceps. Após realizar as séries determinadas, comece os exercícios compostos. No exemplo das pernas, opte pelo agachamento, por exemplo. Assim, você recrutará uma maior variedade de músculos e articulações no corpo.

Como um músculo específico já está “cansado”, uma série de exercícios que o utiliza em conjunto com outras musculaturas elevará a sensação de fadiga. E consequentemente irá aumentar a intensidade do treino.

  1. Cluster

O método cluster também é interessante para trabalhar a consciência corporal. A primeira vez que for fazer o cluster para aumentar a intensidade dos treinos, comece com um peso baixo.

Você irá realizar um total de 100 repetições. Assim, você irá fazer a quantidade de repetições possíveis até a falha. Descanse por 15 segundos e continue os exercícios até atingir a falha novamente. Continue assim até alcançar as 100 repetições.

  1. Drop-sets

Aumentar a intensidade do treino com drop-sets já é uma técnica conhecida por muitos. O ideal no drop-set é você chegar até a falha e, sem descanso, diminuir 40% do peso e continuar o movimento até atingir a falha novamente.

Diversos estudos já demonstraram que o drop-set é uma técnica que aumenta significativamente a produção de hormônios anabólico (aqueles responsáveis pelo crescimento muscular).

Faça desafios e os alcance

Seja qual for a técnica escolhida por você e seu treinador, saiba que aumentar a intensidade do treino ajuda você a alcançar ainda mais rápidos seus objetivos. Além disso, misturar essas técnicas irá auxiliar a desenvolver consciência corporal e saber quais são os seus limites – por agora!

Um passo de cada vez e você conseguirá chegar lá! Qual é o desafio da vez?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta