Carboidrato faz mal?

Pão, arroz, refrigerante, macarrão... O que esses alimentos têm em comum? Sim, o carboidrato! Apesar de serem diferentes em quantidade de gordura, vitaminas e outros componentes nutritivos, quando falamos em carboidrato todos eles são parecidos. E o que isso significa para a sua dieta? Ou, em outras palavras: esse carboidrato faz mal?

Antes de responder a essa pergunta, vamos entender um pouco melhor sobre esse macronutriente.

Carboidrato faz mal... Ou é importante?

O carboidrato nada mais é do que um macronutriente categorizado nutricionalmente em conjunto com os açúcares. Ou seja, faz parte do conjunto de moléculas que o corpo utiliza para produzir o açúcar. Eles podem ser simples ou complexos, dependendo da sua estrutura.

Por exemplo, a glicose, frutose e a galactose são todos monossacarídeos. São moléculas de açúcar simples. Quando juntamos duas dessas moléculas, temos um dissacarídeo: lactose, maltose ou sacarose. Esses componentes todos fazem parte dos carboidratos simples.

- Mas esse tipo de carboidrato faz mal? Calma... Vamos entender ainda mais...

Os carboidratos complexos têm dois ou mais açúcares simples combinados. Até 10 açúcares eles são chamados de oligossacarídeos. Mais do que 10, de polissacarídeos.

Vamos entender em detalhes

Durante a digestão, o corpo trabalha para transformar os carboidratos complexos em monossacarídeos, que são utilizados pelas células para produzir energia. E lembra que todas essas moléculas são açúcares, certo?

Dessa forma, quando ingerimos carboidrato o nível de açúcar no sangue aumenta. Entretanto, a chave da questão é entender como o corpo digere esse carboidrato. O ponto para saber se o carboidrato faz mal é entender a forma com que esses milhares de monossacarídeos estão unidos.

O amido, por exemplo, possui suas ligações de monossacarídeos realizadas por “ligações alfa”. Essas ligações fazem com que as enzimas do corpo consigam facilmente quebrar essa molécula em vários pedaços para que virem açúcar.

Já a fibra, outro tipo de polissacarídeo, possui “ligações beta” entre os monossacarídeos. O corpo não consegue quebrar facilmente essas ligações. E é dessa dinâmica que ouvimos falar que existem carboidratos de alto e baixo índice glicêmico. Quando mais alto esse índice, maior é a velocidade que o açúcar é liberado no seu sangue. Assim, entramos na questão de que tipo de carboidrato faz mal ou não...

Qual tipo de carboidrato faz mal?

Esses carboidratos presentes no pão, bolachas e arroz branco, por exemplo, são digeridos facilmente pelo organismo e acaba elevando sua glicemia rapidamente. E isso é um perigo! Sabe por quê?

Quando o açúcar passa do aparelho digestivo e chega na corrente sanguínea, o corpo se encarrega em transporta-lo aos tecidos para produzir energia. Nisso, a insulina, uma das principais ferramentas para o corpo regular o nível de açúcar no sangue, começa a ser secretada. Ela irá permitir que os músculos e as células de gordura consigam converter o açúcar em energia.

Caso seu corpo precise trabalhar o tempo inteiro para secretar insulina e fazer esse procedimento, pode ocorrer a chamada baixa sensibilidade à insulina – ou resistência à insulina. Ou seja, as células começam a responder cada vez menos à insulina, o que faz com que o nível de glicose no sangue não diminua.

Então... O carboidrato faz mal a depender do consumo

Dessa maneira, o consumo crônico de carboidrato em excesso – em especial os de alto índice glicêmico – pode levar à resistência à insulina. E diversos estudiosos já consideram que isso é um fator para a chamada síndrome metabólica – que já acomete 32% da população dos Estados Unidos. E os sintomas para a síndrome metabólica são:

  • Alto índice de açúcar no sangue;
  • Circunferência abdominal aumentada (aumento de peso!);
  • Pressão alta;
  • Aumento do risco de desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2.

Faça boas escolhas

Agora que você já sabe em detalhes como seu corpo reage aos diferentes tipos de carboidrato, saiba que o segredo é o equilíbrio. Tudo em excesso pode acarretar em problemas de saúde a longo prazo. Por isso, opte por carboidratos de baixo índice glicêmico e fique longe dos exageros. Uma vida saudável é uma questão de escolha! Chase It.

Postagem mais antiga Postagem mais recente

0 Comentarios

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a postar um!

Deixe um comentário

Por favor, note que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados