Falta de motivação? Saiba como escapar disso!

Falta de motivação? Saiba como escapar disso!

Manter a motivação em dia pode ser uma tarefa árdua. Mesmo que saibamos nossas metas e nossos desafios, às vezes acontece uma coisa ou outra que nos desencoraja e nos faz pensar: ah, deixarei isso para depois. Tal situação pode acontecer em relação a tudo: treino, estudos, trabalhos, tarefas domésticas etc. Entretanto, saber passar pelas dificuldades de maneira tranquila e com alta motivação é a chave para não desistir na primeira e nem na segunda falha.

Chega de procrastinar e deixar as coisas para amanhã! Separamos 7 passos para manter a motivação lá em cima.

Motivação nos treinos

Hoje em dia há diversos instagrammers, youtubers, filósofos e coaches que aparentam sempre estar motivados e com a pílula mágica para fazer tudo acontecer. Contudo, sabemos que muitas vezes as coisas não funcionam tão perfeitamente. Quantas vezes esse ano você desistiu, por exemplo, de ir treinar pois “estou muito cansado(a)” ou “não tenho tempo” – além de outras possíveis desculpas?

Isso não é um crime. Na verdade, acontece com todo mundo. A diferença de quem vai lá e faz e de quem deixa para amanhã é uma: motivação. Essa palavrinha mágica nos faz lembrar do porquê estamos treinando e nos esforçando. Para buscar uma versão melhor de nós mesmos, precisamos suar a camisa e quebrar as nossas próprias barreiras.

Mas como isso?

Como manter a motivação em 7 passos

  1. Crie um objetivo e o visualize em detalhes

Veja, sinta, ouça os sons e as sensações que acompanham o resultado do seu objetivo – por exemplo a sensação de se olhar no espelho e estar com o corpo desejado, ou a medalha no peito e as pessoas aplaudindo após uma prova de 10k tão sonhada. Essa é uma técnica utilizada por atletas profissionais para conseguirem a motivação de ir além em todos os treinos.

  1. Faça uma lista das razões pelas quais você quer alcançar o objetivo

Ter um objetivo sem saber por que é quase como dar um tiro no escuro – a gente não sabe o que esperar. Por isso, faça uma lista das razões pelas quais essa meta é tão importante para você. Por exemplo, se você quer correr 5 km em 30 minutos a sua lista pode ter:

  • Sensação de dever cumprido
  • Melhorar minha capacidade aeróbica
  • Fazer algo por mim
  • Emagrecer
  • Chegar mais perto de fazer 10 km etc.

Coloque essa lista em um local que você veja todos os dias inevitavelmente – espelho do banheiro ou porta da geladeira são boas opções.

  1. Faça pequenos objetivos dentro de uma grande meta

Vamos ainda pensar no exemplo da meta de fazer 5 km em 30 minutos. Caso você ainda não tenha o hábito de correr, esse objetivo pode demorar de 2 a 3 meses para ser cumprido – e ainda assim pode depender de diversos outros fatores. Por essa razão, crie pequenos objetivos que sejam mais fáceis de serem cumpridos a curto prazo. Por exemplo: correr 1 km sem parar; correr 1 km em 6 min; correr 2 km sem parar e assim por diante.

Quando você completar cada tarefa, o mecanismo de recompensa do cérebro é ativado. É o que a neurociência diz. Isso nos ajuda a não procrastinar e nos inspira a dar o próximo passo.

  1. Crie uma estratégia – mas saiba que ela pode mudar

Nada melhor do que uma explicação de ninguém mais, ninguém menos do que Thomas Edison: “Eu não falhei. Eu apenas encontrei 10.000 maneiras que não funcionam. ”; “ Nossa maior fraqueza é desistir. ”; “ A maneira mais certa de obter sucesso é sempre tentar mais uma vez. ”

  1. Compartilhe seus objetivos

Não necessariamente você precisa contar para o bairro inteiro a sua meta de vida. Há sempre um valor inerente ao compartilhar seu desejo com todo mundo – é por isso que as pessoas se casam na frente de testemunhas. Anunciar suas intenções às pessoas envia uma mensagem poderosa para o mundo e, principalmente, para seu inconsciente. Só preste atenção para quem você vai compartilhar esses seus objetivos – tenha certeza de que será para pessoas que queiram seu bem e que torcerão por você!

  1. Lembre que outras pessoas não desistiram

Tenha modelos que te inspiram. Quando algo não se passa da maneira como gostaríamos – o que é normal – a motivação vai lá embaixo. Nessa hora, relembre de alguém que, mesmo com todas as dificuldades, conseguiu superar as dificuldades e conquistar tudo o que queria. Responda a si mesmo: quem é a sua inspiração?

  1. Relembre porque você deve continuar

Apesar de Steve Jobs ser amado e odiado ao mesmo tempo, ele é um modelo quando se trata de motivação. Certa vez, ele disse a um entrevistador: “Eu acho que a maioria das pessoas que são capazes de dar uma contribuição ao mundo são muito motivadas internamente. Você tem que ser [motivado] para isso. Sempre enfrentamos momentos de maré baixa, ouvimos a opinião alheia e, diversas vezes, recebemos críticas duras em relação aos nossos objetivos.  E quando você é criticado, o ideal é aprender a recuar um pouco e a ouvir o seu próprio pensamento. E, até certo ponto, isso o isola dos elogios, se você também os receber. Tanto as críticas quanto os elogios se tornam um pouco menos importantes para você. Você não precisa de ninguém para se manter motivado.”

Qual é o próximo passo?

Saber manter a motivação é muito mais do que alcançar certos objetivos concretos. É saber como viver melhor, de maneira mais leve e mais feliz. Se falhar, tente de novo. Falhou de novo? Tente mais uma vez! São as quedas que nos tornam melhores. Qual é o seu objetivo?